NOTÍCIAS

jogo das estrelas
19 de março de 2021

Tudo sobre o Jogo das Estrelas 2021

Vem aí o Jogo das Estrelas 2021! Todos estão acostumados com o tradicional confronto entre NBB Brasil x NBB Mundo, mas nesta edição será diferente, com quatro equipes e um formato “Final 4” nos quartos.

Para entrar ainda mais no clima da partida, separamos algumas curiosidades, informações e recordes históricos das nove edições da maior festa do basquete brasileiro, que será uma grande ação social em prol das vítimas do Covid-19.

O duelo entre os dois elencos do NBB Brasil, NBB Mundo e NBB Jovens Estrelas será realizado no sábado (20/03), às 16 horas, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), com transmissão ao vivo na ESPN e na TV Cultura.

O novo formato do Jogo

Depois de novo anos de duelos entre NBB Brasil x NBB Mundo, a atual edição contará com um formato inovador e mais dois elencos na disputa: mais um NBB Brasil e o NBB Jovens Estrelas.

Dessa maneira, os quatro quartos do confronto tradicional de basquete serão substituídos por quatro mini-jogos de 10 minutos num modelo “Final 4”. As semifinais terão os duelos entre dois times formados por atletas brasileiros e um outro entre os estrangeiros e os jovens talentos sub-25 do NBB. Os perdedores se enfrentam na disputa de terceiro lugar e os vencedores avançam para a grande final do Jogo das Estrelas 2021 (conforme abaixo):

1º Período: NBB Brasil (Alex Garcia) x NBB Brasil (Marquinhos)
2º Período: NBB Mundo (Shamell) x NBB Novas Estrelas (Georginho)
3º Período: Disputa de 3o Lugar (entre os times perdedores)
4º Período: Final (entre os times vencedores)

Os campeões e recordistas do 3 Pontos Budweiser

2009 – Fernando Fischer (19 pontos)

2010 – Thiaguinho (18 pontos)

2011 – Fernando Fischer (20 pontos) – 22 na primeira fase junto com Benite

2012 – Helinho Garcia (21 pontos)

2013 – Matheus Dalla (19 pontos) – 21 pontos na primeira fase

2014 – Marcelinho Machado (23 pontos)*

2015 – Marcelinho Machado (23 pontos)*

2016 – Duda Machado – campeão (18 pontos na final)

2017 – Jefferson William – 19 pontos

2018 – Rafael Hettsheimeir – 19 pontos

2019 – Felipe Vezaro (22 pontos)

Recordistas de bolas de 3 pontos no Jogo das Estrelas:

1º Robert Day (2011) – 12 convertidas*

2º Marcelinho Machado (2010) – 8 convertidas

Jefferson William (2019)

3º Marcelinho Machado (2009) – 7 convertidas

4º Alex Garcia (2014) – 6 convertidas

Larry Taylor (2016)

Os MVP’s

O último dos 11 MVP’s do Jogo das Estrelas foi Jefferson William, em 2019. Na época jogador do Bauru, o experiente ala/pivô acertou oito bolas de 3 pontos e terminou o confronto com incríveis 28 pontos e 11 rebotes.

Os craques Shamell e Alex Garcia são os atletas que mais conquistaram o prêmio de MVP do Jogo das Estrelas na história, com três e dois troféus, respectivamente. Confira a lista de MVP’s dos respectivos Jogos das Estrelas e suas atuações:

2009 – Shamell (Limeira) – Equipe Ubiratan – 37 pontos

2010 – Marcelinho Machado (Flamengo) – Equipe Kanela – 38 pontos

2011 – Robert Day (Uberlândia) – NBB Mundo – 50 pontos

2012 – Murilo Becker (São José) – NBB Brasil – 15 pontos e 6 rebotes (22 de eficiência)

2013 – Alex Garcia (Brasília) – NBB Brasil – 26 pontos e 7 rebotes (32 de eficiência)

2014 – Alex Garcia (Brasília) – NBB Brasil – 33 pontos e 10 rebotes (43 de eficiência)

2015 – Ricardo Fischer (Bauru) – NBB Brasil – 26 pontos e 13 assistências (42 de eficiência)

2016 – Shamell (Mogi) – NBB Mundo – 33 pontos, 7 rebotes e 7 assistências (40 de eficiência)

2017 – Shamell (Mogi) – NBB Mundo – 18 pontos, 6 rebotes e 2 assistências (15 de eficiência)

2018 – Varejão (Flamengo) – NBB Brasil – 18 pontos e 15 rebotes (30 de eficiência)

2019 – Jefferson William (Bauru) – NBB Brasil – 28 pontos e 11 rebotes (37 de eficiência)

Shamell: 100% de presença

Capitão do NBB Mundo, Shamell nunca esteve fora de uma edição de Jogo das Estrelas. A edição de 2021 será a 12ª do jogador em 12 existentes. Outro marca histórica do maior cestinha da história do NBB e jogador com mais MVP’s do Jogo das Estrelas.

Abaixo dele, estão Alex Garcia (11ª participação) e Marquinhos (8ª participação). David Jackson e Tyrone Curnell aparecem logo abaixo, caminhando para a 7ª edição de cada um deles. Depois tem Fúlvio e Holloway (6ª participação), Bennett e Rafael Mineiro (5ª participação), e Yago Mateus, Lucas Dias, Kyle Fuller, Ricardo Fischer e Lucas Mariano (3ª participação).

2.662 pontos

Uma tradição de Jogos das Estrelas de todo o mundo é o grande número de pontos nos confrontos. E no evento do NBB isso não é diferente, tem muita cesta e placares altíssimos todo ano. Até aqui, na soma das 11 edições anteriores, a partida das estrelas do basquete brasileiro já teve 2.662 pontos – média de 242 pontos por jogo.

Torneio de 3 Pontos por equipe?

O Torneio de 3 Pontos costuma acontecer sempre antes da partida entre as estrelas do basquete brasileiro. Mas o que se vê em quadra nesses confrontos é praticamente uma disputa de bolas do perímetro.

O número de bolas de 3 pontos convertidas vem aumentando de edição para edição. Na primeira (2009) foram 22, enquanto na última (2019) esse número chegou em 39 – novo recorde. Será que nesta edição os quatro times juntos quebrarão essa marca?

Confira a quantidade de arremessos de 3 pontos em cada partida:

2009 – Equipe Ubiratan 11 x 11 Equipe Rosa Branca = 22 no total
2010 – Equipe Kanela 14 x 9 Equipe Pedroca = 23 no total
2011 – NBB Brasil 8 x 18 NBB Mundo = 26 no total
2012 – NBB Brasil 12 x 14 NBB Mundo = 26 no total
2013 – NBB Brasil 15 x 18 NBB Mundo = 33 no total
2014 – NBB Brasil 18 x 16 NBB Mundo = 34 no total
2015 – NBB Brasil 19 x 16 NBB Mundo = 35 no total
2016 – NBB Brasil 18 x 17 NBB Mundo = 35 no total
2017 – NBB Brasil 9 x 15 NBB Mundo = 24 no total
2018 – NBB Brasil 18 x 18 NBB Mundo = 36 no total
2019 – NBB Brasil 26 x 13 NBB Mundo = 39 no total

Vantagem brasileira no confronto

O sistema NBB Brasil x NBB Mundo teve sua primeira edição em 2011 e, desde então, oito partidas foram realizadas neste formato. A vantagem é brasileira: seis vitórias contra três dos estrangeiros. Na atual edição, entram na disputa mais um NBB Brasil e o NBB Novas Estrelas. Será que o título segue na dupla NBB Brasil e NBB Mundo, ou as Novas Estrelas vão surpreender?

2011 – NBB Brasil 99 x 115 NBB Mundo

2012 – NBB Brasil 125 x 102 NBB Mundo

2013 – NBB Brasil 146 x 144 NBB Mundo

2014 – NBB Brasil 126 x 116 NBB Mundo

2015 – NBB Brasil 131 x 110 NBB Mundo

2016 – NBB Brasil 135 x 138 NBB Mundo

2017 – NBB Brasil 96 x 108 NBB Mundo

2018 – NBB Brasil 130 x 121 NBB Mundo

2019 – NBB Brasil 144 x 92 NBB Mundo

Sobre o Jogo das Estrelas 2021

Conhecido como um dos maiores eventos de esporte e entretenimento do país, o Jogo das Estrelas unirá os clubes e os atletas do NBB para uma enorme ação social em prol das vítimas da Covid-19 no Brasil.

Em março de 2020, o próprio Jogo das Estrelas estava previsto para o Ginásio do Ibirapuera, mas teve de ser cancelado com uma semana de antecedência devido ao início da pandemia no Brasil. Este ano, o evento será realizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB) em parceria com a Associação dos Atletas Profissionais de Basquete (AAPB), na cidade do Rio de Janeiro, no Ginásio Tijuca Tênis Clube, nos dias 19 e 20 de março.

Confira a programação do Jogo das Estrelas 2021:

19/03 (sexta-feira) – ao vivo na ESPN, na Twitch e no Facebook do NBB

– Betmotion Habilidades
– 3 Pontos Budweiser
– Enterradas Kwai

20/03 (sábado) – ao vivo na TV Cultura e na ESPN

1º Período: NBB Brasil (Alex Garcia) x NBB Brasil (Marquinhos)
2º Período: NBB Mundo (Shamell) x NBB Novas Estrelas (Georginho)
3º Período: Disputa de 3º Lugar (entre os times perdedores)
4º Período: Final (entre os times vencedores)

#JOGODASESTRELASNBB

Lei de Incentivo ao Esporte


Patrocinadora Oficial
Patrocinadora Oficial
Patrocinador Oficial
Marca oficial


Bola Oficial
Parceiro Oficial
Patrocinador Oficial
Patrocinador Oficial
Parceiro Ambiental
Parceiro Oficial


Chancela
Apoio
Realização
Lei de Incentivo ao Esporte