NOTÍCIAS

jogo das estrelas
20 de março de 2021

Rafael Hettsheimeir conquista bicampeonato do 3 Pontos Budweiser

O nome do campeão deste ano é repetido: Rafael Hettsheimeir, do Flamengo. Campeão da edição de 2018, o pivô brilhou e superou Shamell na noite desta sexta-feira (19), na grande final do  3 Pontos Budweiser. Apesar de emocionante e com quebras de recordes na primeira fase, a final foi bem menor nos índices de acertos.

“Acho que relaxamos na final, mas ainda bem que consegui. Esse bicampeonato é muito especial, já que eu não consegui disputar o torneio em 2019 por conta de uma lesão. Graças a Deus pude fazer história e estou muito feliz”, afirma o pivô do Flamengo, que também levou R$ 5.000,00 para casa.

O formato foi o mesmo das últimas edições. O participante tinha direito a 25 arremessos, cinco de cada posição, em um tempo máximo de 60 segundos. Cada bola normal convertida vale um ponto, já a bola colorida vale dois pontos. Os atletas também puderam escolher a  posição para um carrinho composto somente de bolas coloridas para aumentar as chances de pontuação.

Hettsheimeir comemora vitória sobre Shamell no torneio 3 Pontos Budweiser (FotoJump/LNB)

 

Primeira fase com quebra de recordes e muito equilíbrio

O torneio começou com o novato Matt Frierson (Campo Mourão) dando o ritmo. Com uma excelente mecânica e rápido no arremesso, o atleta somou 23 pontos, atingindo o recorde do lendário ala Marcelinho Machado, que anotou essa marca duas vezes – 2014 e 2015. Logo depois, foi a vez de Shaq Johnson (Minas), que não teve um bom início, mas conseguiu ser consistente nas bolas finais e fez 16 pontos.

Atual campeão, Felipe Vezaro (Unifacisa) também não fez sua melhor performance no início da disputa, mas o carrinho com as bolas coloridas (valendo 2 pontos) o “salvou” e ele terminou com 20 pontos. Ricardo Fischer (Corinthians) foi o próximo e também se encontrou apenas do meio para o fim, somando 19 pontos. Rafael Hettsheimeir (Flamengo), que também já tem um título do torneio de 3 Pontos, foi muito bem e também igualou a marca de Marcelinho Machado com 23 pontos.

Depois, foi a vez de Shamell (São Paulo FC) ir à quadra. Pressionado, o maior cestinha da história do NBB precisava no mínimo empatar os 23 pontos de Frierson e Hett. Apesar de não ter ido bem na primeira leva de arremessos, o capitão do São Paulo acertou todas as bolas coloridas e só teve seis erros. O resultado foi histórico: 24 pontos (novo recorde do torneio) e vaga para a final.

Os armadores Gabi Campos (EC Pinheiros) e Alexey Borges (Bauru Basket) não foram brilhantes o suficiente para avançar de fase e anotaram 18 e 10 pontos respectivamente. Para a final, Shamell teve a melhor marca e se classificou direto. A segunda vaga, pelo critério de desempate, ficou com Hettsheimeir, que converteu mais bolas coloridas do que Matt Frierson.

Confira os resultados da primeira fase:

Matt Frierson – 23 pontos

Shaq Johnson – 16 pontos

Felipe Vezaro – 20 pontos

Ricardo Fischer – 19 pontos

Rafael Hettsheimeir – 23 pontos

Shamell – 24 pontos

Gabi Campos – 18 pontos

Alexey Borges – 10 pontos

Finalistas não repetem desempenho e Hettsheimeir conta com sorte para levar o bicampeonato

Depois de uma classificação incrível com alcance e superação do recorde de Marcelinho Machado, os jogadores não conseguiram repetir o mesmo desempenho. O primeiro a fazer sua série final foi Rafael Hettsheimeir, que não encaixou uma boa sequência e terminou com apenas 11 pontos.

Novo recordista da história do 3 Pontos Budweiser, Shamell precisava de apenas 12 pontos para levantar o troféu pela primeira vez. Tudo levava a crer que seria natural, mas o norte-americano também não começou bem a disputa. Erros atrás de erros, que deixaram Hettsheimeir mais confiante na torcida. E nas últimas bolas, Hettsheimeir pôde comemorar seu bicampeonato, após 9 pontos de seu adversário Shamell.

Confira a pontuação dos jogadores do 3 Pontos Budweiser:

Primeira fase:

Frierson – 23 pontos
Shaq Johnson – 16 pontos
Felipe Vezaro – 20 pontos
Ricardo Fischer – 19 pontos
Rafael Hettsheimeir – 23 pontos (finalista por ter acertado mais bolas coloridas)
Shamell – 24 pontos (novo recorde do torneio)
Gabi Campos – 18 pontos
Alexey – 10 pontos

Final:

Rafael Hettsheimeir – 11 pontos
Shamell – 9 pontos

#JOGODASESTRELASNBB

Lei de Incentivo ao Esporte


Patrocinadora Oficial
Patrocinadora Oficial
Patrocinador Oficial
Marca oficial


Bola Oficial
Parceiro Oficial
Patrocinador Oficial
Patrocinador Oficial
Parceiro Ambiental
Parceiro Oficial


Chancela
Apoio
Realização
Lei de Incentivo ao Esporte